quinta-feira, 25 de agosto de 2011

Sistema Planetário


A Astrologia é um conhecimento tradicional dos povos da antigüidade na observação do céu e dos astros. Este conhecimento era utilizado pelas elites sacerdotais (como os magos da pérsia, difusores da técnica) para diversos tipos de previsões, tais como épocas certas para colheitas, e, com o tempo, previsões de fatos relativos aos reis e à nação, como previsões de guerras, catástrofes e sucessão de governantes.
Deste conhecimento deriva a moderna astronomia, hoje dissociadas.O conhecimento astrológico largamente difundido hoje no ocidente (como o conhecimento dos signos do zodíaco) vem da astrologia dos povos do fértil crescente e, por conseguinte, do oriente médio.
Há, portanto, não uma, mas várias astrologias. Todas se baseiam, em alguma medida, nas posições relativas à Terra, e nas relações trigonométricas entre si, dos corpos celestes (principalmente Sol, Lua e planetas), e no movimento relativo de dois eixos terrestres, o Ascendente e o Meio do Céu. Estas posições no momento do nascimento, seja de uma pessoa, um objeto, um país ou um evento qualquer, compartilham de uma mesma configuração com este objeto, sendo portanto expressão deste.


Os sete planetas antigos

Lua A Lua é melancólica, e preside sobre o braço direito de acordo com Manilius. Ela cerca instintos, humores, sentimentos, hábitos, o suconsciente, marés, fases, reflexos, pensamentos, alternações e receptividade. A lua rege necessidades, desejos, interesses pessoais, magnetismo, líquidos, impressionabilidade, fertilidade e crescimento. A ação da Lua muda e hesita.
Mercúrio Mercúrio é o planeta regente de Gêmeos e Virgem na astrologia ocidental. De acordo com Manilius, Mercúrio é inconstante, vívido, e curioso, e preside sobre a perna direita. Mercúrio governa a comunicação, razão, intelecto, racionalização, conciência, percepções, habilidade, opiniões, transmissão, palavras, fala, escrita, correspondência, e significados da expressão. Além disso, Mercúrio trata da família, crianças, irmãos, contatos sociais, atividades do dia-a-dia, viagens e transporte. A ação deste planeta é rápida, imprevisível e explosiva.
Vênus Vênus é associado com o amor na astrologia ocidental pois a deusa romana Vênus é associada com o mesmo. Ele governa o prazer, amor natural, sensualidade, sociabilidade, atração, interação, arte, música, drama, canções, cultura, beleza, posses, jóias, doces, sentimentos, cores, casamento e uniões. Sua ação é suave e harmoniosa.
Sol O Sol é benigno e favorável, e preside sobre a cabeça. Geralmente acredita-se representar o ego consciente, o eu, e os princípios da criatividade, expontaneidade, saúde e vitalidade - a força vital. É também a expressão fundamental do indivíduo, mostrando qualidades de sucesso e liderança. O Sol é o regente planetário de Leão
Marte Marte é ardente e é associado com o deus romano da guerra. Ele governa desejos, energias sexuais, energias focadas, ação dinâmica, natureza animal, força, poder, brigas, tensão, adversidade, trabalho, realização, competição e morte. Marte também rege armas, guerra, acidentes, violência, cirurgias, ferro, ferramentas e aço. A ação deste planeta é súbita, poderosa, e destruidora. A energia de Marte pode ser usada com violência e destruição ou com valor e fortitude.
Júpiter Júpiter é associado com a felicidade na astrologia ocidental. É temperado, benigno, e preside sobre o estômago. Júpiter é o legislador, o juíz, e o benfeitor da humanidade. Este planeta rege o lazer, riqueza, crescimento, prosperidade, oportunidade, assimilação, indulgência, otimismo, grandes negócios, moralidade, a mente superior (abstrata), educação superior, ambições, filosofia e sorte. A ação de Júpiter é obediente e eficiente e estimula crescimento e aumento.
Saturno Saturno é o planeta regente de Capricórnio na astrologia ocidental. Saturno é melancólico, rabugento, frio, e preside sobre a perna esquerda. Antes do descobrimento de Urano, Saturno também foi o regente de Aquário. Ele rege a organização, disciplina, responsabilidade, estrutura, objetivos, oportunidades na carreira, limitações, conservadorismo, restrições, impedimentos, teorias, ortodoxia, tradição, profundidade, tempo, paciência, verdade, sabedoria, ação e solidificação. A ação de Saturno é lenta e duradoura.

 

Os três novos planetas segundo a Astrologia Moderna

Lua Urano é o regente do signo de Aquário. Simboliza a mudança, a revolução e o anti-convencionalismo. Devido à sua descoberta somente no século XVIII, alguns astrólogos desconsideram Urano nas cartas natais, afirmando que sua influência representa uma realidade muito afastada da humanidade ordinária.
Mercúrio Netuno é o regente do signo de Peixes e simboliza o misticismo e a religião. Entretanto, muitos afirmam que a influência de Neptuno está muito afastada da realidade ordinária e alguns chegaram mesmo a afirmar que Neptuno originalmente foi "atraído" de outro sistema solar para o nosso e por isso mesmo não exerce influência.
Vênus Plutão rege o mundo subterrâneo e o que não pode ser visto (inclusive os mundos desconhecidos dentro de você, seu ser submerso ou subconsciente). Também representa todos os processos de cópia, como a impressão e a reprodução fotográfica. Plutão governa as massas, o desperdício, a subversão, o poder atômico e o crime. Rege as fobias e as obsessões, o crescimento lento, os fatores grupais, a transmutação, os começos e os fins, a morte e o renascimento, o isolamento, a coerção, o desaparecimento, o seqüestro, o anonimato, as bactérias e os vírus. Representa a geração, a regeneração e a degeneração. Expõe o que se desenvolveu em segredo ou sob disfarce. Governa os lugares vazios, os encanamentos, as ditaduras, as causas populares e aquilo que é exclusivo. A ação de Plutão é lenta, grave e inevitável.

Nenhum comentário:

Postar um comentário