terça-feira, 26 de julho de 2011

Juramentos de Adepto Maior a Mestre do Templo da A.·.A.·.

Tarefa de um Adeptus Major

  1. Que qualquer Adeptus Minor seja apontado pela autoridade um Adeptus Major.
    Que ele leia do princípio ao fim esta nota de sua função, e assine-a.
    Que ele obtenha o robe de um Adepto Maior.
    Que ele marque um encontro com o seu Adeptus Major ao prazer do último para a concessão do avanço.
  2. O Adeptus Major deverá proceder ao Grau de Adeptus Exemptus a qualquer momento que a autoridade conferi-lo.
  3. Ele deverá obter uma maestria geral da Magick prática, e obter o completo Poder Mágico.
  4. Ele deverá empregar o Poder à sua disposição em suporte à autoridade de Adepto Isento seu Superior.
  5. Ele precisa adquirir absoluta Auto-Confiança, trabalhando em completo isolamento, ainda que transmitindo a palavra de seu Superior claramente, forçosamente e sutilmente; e ele deverá exercer sua autoridade completa para governar os Membros dos Graus menores com vigor e iniciativa equilibrados de uma tal maneira que não permita nenhuma disputa ou queixa.
  6. Além de tudo isso, ele deverá adquirir domínio da Roda dos Gunas.
    Que ele lembre que a palavra Adeptus Major não é um termo em vão, mas que uma Luz maior ainda brilhará dentro dele, quando ele menos esperar.
  7. Quando a Autoridade conferir o grau de Adeptus Exemptus, ele deverá regozijar-se excedentemente nisto; mas acautele-se, pois esta é a quarta partida do pilar do meio da Árvore da Vida, e o momento de sua consecução não permitirá que ele pare e nem repouse, salvo ou na Cidade das Pirâmides ou nas solitárias torres do Abismo.
  8. Ele pode a qualquer momento retirar-se de sua associação com a A.·.A.·. simplesmente notificando o Adepto Isento que o introduziu.
  9. Ele deverá proclamar abertamente em todos os lugares a sua conexão com a A.·.A.·. e falar Dela e de Seus princípios (mesmo o pouco que compreenda) pois o mistério é o inimigo da verdade.
    A qualquer momento após a sua admissão ao Grau, ele deverá ir até seu Adeptus Exemptus e passar pelos testes necessários.
  10. Ele deverá de todos os modos estabelecer controle perfeito de suaVolição,  de acordo com o conselho de seu Adeptus Exemptus, pois a ordália do avanço não é leve.
  11. Assim e não de outra forma possa ele alcançar a grande recompensa, SIM, POSSA ELE ALCANÇAR A GRANDE RECOMPENSA!

 

Juramento de um Adeptus Major

Eu, _____________________________ (mote), estando são de mente e corpo, e preparado, neste ______º dia de ________________________ [An ______, ☉ em ____ ° de ____ ] por meio deste resolvo: na Presença de _________________________, um Adeptus Exemptus da A.·.A.·., a exercer a Grande Obra: que é, fazer a minha Verdadeira Vontade, e nada mais.
Além disto, eu prometo observar zelo em serviço dos Adepti abaixo de mim, e a negar-me completamente a seu favor.
Que a A.·.A.·. coroe a obra, me conceda a Sua sabedoria na obra, me permita compreender a obra!
Reverência eu trago à A.·.A.·. e que aqui e agora eu possa ser admitido ao conhecimento e conversação da A.·.A.·.!
Testemunhe de minha mão [mote] ________________________

 

Tarefa de um Adeptus Exemptus

  1. Que qualquer Adeptus Major seja apontado pela autoridade um Adeptus Exemptus.
    Que ele leia do princípio ao fim esta nota de sua função, e assine-a.
    Que ele obtenha o robe de um Adepto Isento.
    Que ele marque um encontro com o seu Adeptus Exemptus ao prazer do último para a concessão do avanço.
  2. O Adeptus Exemptus deverá proceder ao Grau de Bebê do Abismo a qualquer momento que a autoridade conferi-lo.
  3. Ele deverá levar o seu Bhakti-Yoga à perfeição; e nesta matéria ele será seu próprio juiz.
  4. Ele deverá preparar e publicar sua tese estabelecendo seu Conhecimento do Universo, e suas propostas para o seu Bem-estar e Progresso; e isso deve ser como uma Epítome geral de sua própria Consecução conforme refletida na esfera da Mente.
  5. Ele deverá praticar até a conclusão os métodos de Liber Os Abysmi vel Daath; e ele deverá consagrar-se como um veículo puro para a influência da Ordem ao qual ele aspira. Além disso, ele deverá se dedicar completamente aos seus semelhantes.
  6. Além de tudo isso, ele deverá governar as duas Ordens inferiores da R.C. e G.D.
    Que ele lembre que a palavra Adeptus Exemptus não é um termo em vão, mas que ele atingiu um Caminho de Libertação no qual ele deve viajar ainda além na Noite.
  7. Quando a Autoridade conferir o grau de Bebê do Abismo, que ele não regozije e nem lamente, mas caminhe livremente na Noite de Pan.
  8. Ele pode a qualquer momento retirar-se de sua associação com a A.·.A.·. simplesmente notificando o Magister que o introduziu.
  9. Ele deverá proclamar abertamente em todos os lugares a sua conexão com a A.·.A.·. e falar Dela e de Seus princípios (mesmo o pouco que compreenda) pois o mistério é o inimigo da verdade.
  10. Ele deverá de todos os modos estabelecer controle perfeito de sua Memória Mágica,  de acordo com o conselho de seu Magister, pois a ordália do avanço não é leve.
  11. Assim e não de outra forma possa ele alcançar a grande recompensa, SIM, POSSA ELE ALCANÇAR A GRANDE RECOMPENSA!

 

Juramento de um Adeptus Exemptus

Eu, _____________________________ (mote), estando são de mente e corpo, e preparado, neste ______º dia de ________________________ [An ______, ☉ em ____ ° de ____ ] por meio deste resolvo: na Presença de _________________________, um Magister da A.·.A.·., a exercer a Grande Obra: que é, Amar Todas as coisas.
Além disto, eu prometo observar zelo em serviço dos Adepti Majori abaixo de mim, e a negar-me completamente a seu favor.
Que a A.·.A.·. coroe a obra, me conceda a Sua sabedoria na obra, me permita compreender a obra!
E que aqui e agora eu possa ser admitido ao conhecimento e conversação da A.·.A.·.!
Testemunhe de minha mão [mote] ________________________

 

Tarefa de um Magister Templi

Que o Magister Templi atravesse o Abismo.

 

Juramento de um Magister Templi

Eu, _____________________________ , um membro do Corpo de Deus, por meio deste comprometo-me em favor do Universo Inteiro, mesmo como estamos agora fisicamente sujeitos pela cruz de sofrimento:
que eu levarei uma vida pura, como um servo devoto da Ordem: que eu entenderei todas as coisas:
que eu amarei todas as coisas: que eu realizarei todas as coisas e aguentarei todas as coisas: que eu continuarei no Conhecimento e Conversação de meu Sagrado Anjo Guardião:
que eu trabalharei sem apêgo: que eu trabalharei em verdade: que eu só confiarei em mim mesmo:
que eu interpretarei todos os fenômenos como um trato particular de Deus com minha alma.
E que se eu falhar nisto, possa minha pirâmide ser profanada, e o Olho fechado para mim.
Testemunhe de minha mão [mote] ________________________

Nenhum comentário:

Postar um comentário